Projeto Kaapora retoma as atividades com apoio de doações

O Projeto Kaapora retornou às atividades depois de começar a receber doações da sociedade civil via crowdfunding na sua campanha emergencial de captação de recursos. Parte destes recursos foi captada pelo site Vakinha e a campanha de arrecadação continua. Até agora foram suprimidas as gramíneas (capim de pasto) em 30% da área, aberto 100m de aceiro no perímetro leste para proteção contra fogo, e 200 novas mudas de árvores foram plantadas. Além destas ações, foram removidas plantas parasitas que estavam afetando a saúde de 4 mangueiras antigas da área, e está sendo reiniciada a produção de mudas, com previsão das primeiras 500 estarem semeadas em sacos próprios em até 2 semanas.

Estamos aproveitando a oportunidade para testar o gel hidroretentor, que deverá manter as plantas mais hidratadas durante a próxima estiagem.

Para proteção dos colaboradores em razão da pandemia de COVID-19, foram disponibilizadas máscaras N95, álcool gel, e a área conta com água potável em torneiras. A permanência no local foi limitada a seis pessoas, incluindo os dois coordenadores, e o afastamento social foi recomendado para as pessoas que não convivem na mesma residência. Contudo, o uso de máscaras não foi exigido, está sendo opcional, em razão do tamanho do espaço que está sendo trabalhado permitir grande distância entre os colaboradores.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Projeto Kaapora agradece aos doadores, e pede que continuem colaborando compartilhando essa notícia.

O Projeto Kaapora recupera e faz manutenção de área degradada na Terra Indígena Caramuru Paraguaçu, no Sul da Bahia, e está estabelecido em uma zona decretada pela própria comunidade indígena como Área de Proteção Ambiental – APA. A gestora da APA é a indígena Olinda Yawar Wanderley, que, juntamente com seu esposo, o antropólogo Samuel Wanderley, coordenam o projeto desde 2016.

Fotos: Animais silvestres reocupando o espaço

 

Assista ao filme Equilíbrio, Produzido e Dirigido por Olinda Muniz Wanderley, coordenadora do Kaapora. Filme gravado na APA Kaapora, zona protegida pelo Projeto Kaapora.

 

Os projetos de reflorestamento são fundamentais no combate às mudanças climáticas pois são o meio mais eficaz de produzir sequestro de carbono, e estes projetos necessitam de especial atenção de toda a sociedade. A área em reflorestamento no Kaapora já tem mais de 1000 árvores plantadas e em diversas fases de desenvolvimento, inclusive frutificação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: